sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Rio Santana


No município de Sericita, num local conhecido por Cabeceira de Santana, local este que faz parte da continuação da Serra do Brigadeiro (tendo este nome devido às propriedades daquele lugar terem pertencido ao meu bisavô o Senhor Janjão Santana).
Dá-nos a impressão que o tempo parou, toda a paisagem, o terreno forma uma cadeia de montanhas rochosa em contraste com os belos cafezais, é difícil descrever com detalhes, pois o local é rico, parece um pedaço do paraíso. Lá, podemos ainda ouvir os cantos dos pássaros, com suas matas apesar de poucas mantém a sua originalidade, podendo ainda ser vistos alguns animais selvagens.
E é neste lugar que se encontra a nascente de um rio, o Rio Santana.
Por de certo muitos já retrataram este Rio, em textos e fotografias. E dos autores que descreveu este rio foi meu Tio Lazaro, ele escreveu a “Saudade de um rio” no Blog: santana.rosa.zip.net, quem tiver um tempo visualize o Blog, pois é rico em maravilhosos textos.
Voltando ao assunto, é incrível como a natureza luta para sobreviver, apesar do tempo este rio continua belo como os tempos de outrora, não mais com aquela força do passado, mas está lá firme com suas águas cristalinas, e as bromélias em flor enfeitando suas margens. Como são gostosas e belas as quedas d’águas, podemos ainda nadar no seu leito, deitarmos nas pedras e ouvir a sua voz e o cantar dos pássaros.
Mas, como retratado por meu Tio, o que nos entristece é saber que assim que se sai da Cabeceira de Santana as suas águas já não são as mesmas, o rio corta várias cidades e se encontra sujos e poluídos, como seria bom se todos pudessem lutar para evitar este tipo de poluição.
Pelo menos, lá na terra de nossas raízes o tempo parou e podemos sempre que desejar ir lá para matarmos a saudade e levar nossos filhos e netos para conhecerem um rio cheio de vida.
Rio Santana, este é seu nome, espero em breve poder revelo e novamente descansar em suas margens.