sexta-feira, 22 de junho de 2012

Tu és toda formosa

 

Charles Haddon Spurgeon


Tu és toda formosa, querida minha” (Cantares 4:7)

A admiração do Senhor por Sua Igreja é realmente maravilhosa, e Sua descrição de sua beleza é ardente. Ela não é simplesmente formosa, mas “toda formosa”. Ele a vê em Si mesmo, lavada em Seu sangue expiatório e revestida com Sua Justiça meritória, e a considera cheia de graça e de beleza.  Não é de se estranhar que seja assim, uma vez que é a Sua própria e perfeita excelência que Ele admira; pois a santidade, a glória e a perfeição de Sua Igreja são Suas próprias vestes gloriosas revestindo Sua bem-amada. Ela não é simplesmente pura ou bem talhada; ela é realmente bela e adorável! Ela tem méritos verdadeiros! As deformidades do pecado foram removidas; mais ainda, ela obteve a justiça meritória, pela qual a verdadeira beleza lhe é conferida, através de Seu Senhor. A verdadeira justiça foi concedid a aos crentes quando eles se tornaram "aceitáveis no amado" (Ef. 1:6). Mas, a Igreja não é somente encantadora, é  muito mais que  isso. Seu Senhor a intitula "a mais formosa entre as mulheres" (Ct. 1:8). Ela tem uma excelência e um valor real que não podem ser rivalizados por toda a nobreza ou realeza do mundo. Se Jesus pudesse trocar Sua eleita por todas as rainhas e imperatrizes da terra, ou mesmo pelos anjos do céu, Ele não o faria, pois Ele a coloca antes de todas as outras - "a mais formosa entre as mulheres". Como a lua, ela excede em brilho as estrelas. Nem isto é algo de que Ele se envergonhe, já que convida todos os homens a ouvi-lo. Ele usa "como" antes da expressão, uma exclamação especial, atraindo e chamando a atenção. " Como és formosa, querida minha, como és formosa!" (Ct. 4:1). Agora Ele divulga amplamente a Sua opinião, mas, um dia, no trono de Sua glória, Ele declarará esta verdade diante de todo o universo. "Vinde, benditos de meu Pai!" (Mt. 25:34), será Sua solene afirmação sobre a beleza de Sua eleita.

Fonte: Morning and Evening (Devocional matutina do dia 02 de dezembro)


Tradução: Mariza Regina Souza