quinta-feira, 13 de setembro de 2012

NADA NOS SEPARARÁ DE CRISTO

É tão rico e confortador a tua Palavra, oh meu Deus, em quem ponho a minha esperança. É como um pai que me abraça e protege nos seus braços. O teu amor é tão puro, tão santo, regado por uma misericórdia sem fim, como uma fonte a jorrar para sempre, que sempre posso entrar na tua presença, sem ver nenhuma acusação em seus olhos, mas somente compaixão e benignidade. És meu verdadeiro esconderijo e abrigo contra toda tempestade. Meu coração descansa no seu amor. Que fidelidade, que bondade, que misericórdia que vai da cruz ate o teu trono. Mesmo que o mundo inteiro se levante contra mim, Ele será por mim e seu amor me guardará no caminho da fé. Ainda que todos me abandonem, e a lepra do coração dos homens, a cegueira e hipocrisia da religião, queiram manchar meus trajes de linho branco, seu precioso sangue me cobrirá como um manto de justiça e a tua intercessão anulará todo e qualquer poder do inferno que se levante contra mim, e sua poderosa mão me livrará de todo mal, guiando-me sempre para as tuas águas de refrigério e descanso. Tu és o meu único pastor, que me leva pela vida em segurança, e quem somente confio e posso dar as minhas mãos.  Ainda que a tribulação, a angústia, a perseguição me alcancem, mesmo assim, repousarei seguro aos pés da tua cruz, meu salvador amado, pois tu me dizes na sua imensa graça e perdão eterno, que mesmo que ande pelo vale escuro, nada neste mundo, nem em todo o universo, poderá me separar deste teu grandioso amor, que te fez morrer por mim. – Baseado em Romanos 8.

Daniel Prado Carneiro - 26.08.12