segunda-feira, 1 de outubro de 2012

"...E A SUA GRAÇA PARA COMIGO NÃO FOI VÃ"

"Vinde, e tornemos ao Senhor, porque ele despedaçou, e nos sarará; feriu, e nos atará a ferida. Depois de dois dias nos dará a vida; ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante dele.
Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a 
terra. Que te farei, ó Efraim? Que te farei, ó Judá? Porque a vossa benignidade é como a nuvem da manhã e como o orvalho da madrugada, que cedo passa." - Oséias 6:1-4

Que retrato Oseias nos revela? O nosso retrato. A nossa dureza de coração. A nossa infidelidade e abandono do único que nos amou com amor verdadeiro e eterno, trocando-o por nossas idolatrias, obstinação e busca cega, inútil e angustiada para preencher nossos corações vazios. Que Deus Oseias nos revela? Um Deus que amou a igreja de tal maneira que deu sua própria vida por ela. Um Deus que espera por nós, ate que nos voltemos angustiados para Ele (5:15); que nos chama para nos sarar as nossas feridas, que nos disciplina no seu amor, que nos chama para nos dar da sua preciosa vida derramada e ressurgida por nós, para vivermos somente para ele e diante dele. Se não bastasse todo o seu perdão, conhecendo nossa natureza rebelde, Ele nos convida para conhecermos e prosseguirmos em conhecer ao Senhor e todas as suas mui ricas promessas para nós. Que amor e perdão extraordinário. Que homem amaria esta mulher perdida e traidora?. Qual amor é igual a este? Deus pergunta: que te farei o Efraim, que te farei o Judá? Deus não pode retribuir conforme a nossa bondade e amor, que é como uma nuvem, senão onde estaria sua herança na terra. Então só restou-lhe conceder-nos sua imensa graça e favor. Deu-nos seu profundo amor. Deu-nos Jesus.

No fim do livro Deus ainda continua a chamar seu povo:

"Converte-te, ó Israel, ao Senhor teu Deus; porque pelos teus pecados tens caído. Tomai convosco palavras, e convertei-vos ao Senhor; dizei-lhe: Tira toda a iniqüidade, e aceita o que é bom; e ofereceremos como novilhos os sacrifícios dos nossos lábios." - Oséias 14:1-2

E no ultimo verso é lançado o desafio e a escolha da benção e da maldição, da morte e da vida.

"Quem é sábio, para que entenda estas coisas? Quem é prudente, para que as saiba? Porque os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão."
Oséias 14:9

"Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã..." - I Corintios 15:10
- Daniel Prado Carneiro - 01.10.12