sábado, 6 de outubro de 2012

UM PROJETO MARAVILHOSO

“Bem aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas” (Apocalipse 22: 14)

Olá amados amigos e leitores do blog Palavra a Sério, a paz de nosso Senhor Jesus!
Estou escrevendo um artigo (um pouco detalhado) sobre o Sangue de Jesus como um projeto indispensável na economia de Deus para a redenção do homem, mas, antes, quero deixar aqui uma pequena reflexão sobre o tema que (talvez) irei postar mais tarde, pois senti a necessidade e o dever de deixar escrito aqui algo sobre, até porque, essa temática tem sido alvo de ataques e refutações por pessoas que viveram essa benção e hoje negam por estarem caídas em suas próprias concupiscências. Na semana passada li um texto onde um autor (covarde e anônimo) faz uma refutação a esse projeto de Deus, mas com fundamentos sem consistência.
Foi levantada a seguinte questão: Se Jesus é o verbo e, o verbo estava com Deus, concluímos que Jesus sempre existiu, certo? Se Jesus é um ser eterno (que é verdade), o que veio primeiro, seu existir como Verbo ou seu sangue? Se a resposta é: Jesus sempre existiu, porque clamar ou orar pelo sangue de Jesus?
Bem, o questionador levantou uma tese que, para mim, foi só uma maldade sem astúcia.
Primeiro: Tudo que foi falado acima sobre Jesus é a mais pura verdade! Jesus é o Verbo e Ele estava com Deus e tudo que Deus fez, sem o Verbo, nada teria acontecido. Jesus sempre existiu. Ele é Deus.
Mas agora eu pergunto:
 O que importa para o homem pecador (nós todos)? O projeto da salvação que o alcançou pela Graça do Pai através do sacrifício do Filho ou o fato de Jesus ser um Ser eterno, porem sem a atitude que tomou quando aceitou ser o Cordeiro de Deus?
O Pai, o Filho e o Espírito Santo, ao verem o ser humano cair no Éden e perder a Vida Eterna, poderiam ter deixado tudo por isso mesmo.
Pergunto novamente: Se Deus deixasse o homem perecer (que seria justo, pois o pecado foi resultado de uma escolha) Ele se anularia como Deus? Se Deus escolhesse não agir com Graça e não nos eleger para a salvação, Ele deixaria de ser um Deus Eterno? Jesus seria anulado como Verbo (logos)? De maneira nenhuma!
Refaço minha pergunta: O que vale para mim e para você? O simples fato lógico de Jesus ser eterno (definição imutável)? Ou vale o fato de que, esse Jesus eterno se dispôs diante do pai a morrer e dar seu sangue em resgate de muitos? Para a igreja fiel que louva ao Senhor por sua Graça e aguarda a volta do Senhor Jesus, o que vale é o sacrifício, o sangue. Nós fomos resgatados em pecado e feitos participantes da luz pelo poder que há no sangue e pela purificação, perdão, renovo, graça, misericórdia e a eficácia que há no sangue. Quando falamos de “Sangue”, falamos do Espírito Santo derramado. Este é o selo da nova aliança e é este que nos torna capazes de alcançar a comunhão com o Pai.
Então, o que vale para nós, a Igreja é o ato de Jesus na cruz, pois foi através desse ato que alcançamos o direito de Vida Eterna (que não tínhamos).

“Ora, o Deus de paz, que pelo seu sangue do concerto eterno tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas, vos aperfeiçoe para toda boa obra, para fazerdes a sua vontade...” (Hebreus 13:20,21).

Clamar, orar e interceder fazendo menção desse sangue, não é clamar por um sangue biológico, mas sim mencionar o ato de misericórdia divina através de Jesus Cristo. É fazer memória do Senhor Jesus como o Cordeiro que tira o pecado nosso e do mundo. “Fazei isso em memória de mim” (Lc 22:19).
Esse projeto está condensado em toda a Palavra de Deus (de Gênesis a Apocalipse) e todo o ato que envolve o sacrifício na Bíblia nos mostra algo a respeito da salvação, do preparo para sair, do perdão, etc.
Breve irei postar um estudo mais detalhado sobre esse projeto maravilhoso e,no mesmo estudo, iremos apresentar a importância de tal projeto ante o momento profético que a igreja (que vai ser arrebatada) geme e anuncia: Vem Jesus !!!

Gabriel Felipe M. Rocha

http://palavraserio.blogspot.com.br