sábado, 12 de janeiro de 2013

A SEMENTE DO AMOR DE DEUS.

 

“E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem. Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama. E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados. E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.” - Lucas 7:43,47,48,50

Que extraordinário as palavras de Jesus. Nós não sabemos amar. Ele nos amou primeiro. Não conseguimos perdoar. Seu amor plantou a semente da fé em nossos corações, e então aprendemos o que é o perdão, gratidão e amor. Nós não temos fé, é dom de Deus. Mas existe uma grande distinção entre os homens. Jesus perdoou dez leprosos e só um voltou para agradecer: “E um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz; E caiu aos seus pés, com o rosto em terra, dando-lhe graças; e este era samaritano. E, respondendo Jesus, disse: Não foram dez os limpos? E onde estão os nove? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro? Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou.” [Lc. 17:15-19] De onde veio todo aquele amor, fé e gratidão de Maria, ao derramar toda sua vida aos pés do Senhor? De onde surgiu, aquele júbilo de agradecimento, de um leproso com o rosto em terra, diante do Senhor? Da graça, do perdão pleno, do amor desinteressado que eles experimentaram em Jesus, quando libertou-os de todos os seus grilhões. Então daquela pequena semente da fé, nasceu um grandioso amor e profunda gratidão, em corações ou em terrenos férteis, onde a graça de Deus, não foi semeada em vão. Precisamos cuidar bem deste jardim. Regar sempre a semente do amor. Voltar a ele a cada instante, e aos seus pés, lhe agradecer por tão sublime amor. Então poderemos cantar alegremente a canção número 116 que diz: “Amo ao Senhor, porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica. Porque inclinou a mim os seus ouvidos; portanto, o invocarei enquanto viver. Os cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza. Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: oh Senhor, livra a minha alma. Piedoso é o Senhor e justo; o nosso Deus tem misericórdia.” [Sl.116:1-5] Voce consegue ouvir o som da graça incompreensível de Deus, que diz: “Os teus pecados te são perdoados. A tua fé te salvou; vai-te em paz?” 

-Daniel Prado Carneiro – 08.01.2013