sábado, 5 de janeiro de 2013

Sensacionalismo Escatológico

“E dir-vos-ão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali. Não vades, nem os sigais; porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até à outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia.” - Lucas 17:23-24

Recentemente uma pessoa afirmou na internet que existirão dois eventos de Gogue e Magogue, descritos no livro de Ezequiel. Um antes do milênio e outro após o milênio. Aja exércitos para marchar, fogo para descer do céu e gente para enterrar! A palavra de Deus não é um teatro, onde cada um de nós julgamos ser diretores, e iremos fazer Jesus, na nossa mente desfocada, ir e voltar várias vezes, ate que todos “os nossos direitos de interpretarmos a Bíblia” sejam realizados. A palavra de Deus é o próprio Senhor, e merece reverencia, temor, adoração, honra e glória. Não podemos despi-lo de suas vestes de vitória e majestade, e novamente expô-lo ao escárnio e zombaria. Não podemos de novo, julgar o Rei dos Reis. Toda altivez será derrubada. Somos apenas servos. E servos devem seguir as ordens do seu Senhor. Será que a alegria de sua presença e nossa gloriosa esperança não basta. Noé não ficou tagarelando, senão ele morreria afogado. Ele obedeceu ao Senhor! As pessoas precisam parar com esse sensacionalismo barato, que as denominações usam para atrair pessoas fracas e sem conhecimento da palavra de Deus. Esses dias ouvi um irmão pregar, que a alguns anos atrás, grupos na Europa já implantaram a nova ordem mundial. Já existem vários arrebatamentos e não um só. Teremos tambem a grande tribulação antes e depois do arrebatamento. Tudo a gosto de cada um. Não devemos pensar como os sensacionalistas e nem como ninguém, mas com a mente de Cristo, subjugada pela glória intocada e santa da palavra de Deus, onde não ousamos torcê-la para lado algum, mas descansamos neste manancial de sabedoria, quer entendamos tudo ou não. Quem somos nós para querer pegar a espada do Espírito e querer coloca-la no fogo da arrogância, e depois espancá-la ate criar uma nova espada, bonita, para nossos olhos agradar. Isso é muito sério. Já existem no mundo inteiro, pessoas que se dizem ser a reencarnação de Jesus e tem milhares de seguidores, assim como o Senhor profetizou. Mais um gole desta cegueira, e alguns poderão se juntar a essas divindades.

Quando Jesus estava sendo levado para o céu, os discípulos lançaram a ultima pergunta. Então a ascensão e entronização do Senhor teve que esperar. Mas ele foi direto, sem rodeios, e lhes respondeu o que eles suportariam na sua humanidade, e o que precisavam ouvir naquela hora, senão eles enlouqueceriam e desanimariam. “E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” - Atos 1:7-9

Jesus não levo-os ao futuro, mas os trouxe para o presente, para a realidade, dizendo que receberiam virtude do Espírito Santo para serem testemunhas dele ate os confins da terra. Ele não disse que eles receberiam o poder de Deus para restaurar o reino de Israel, devido às várias profecias a esse respeito, e o Messias estava indo embora para os céus. É como dizer: Senhor, pode parar, você está esquecendo a coisa mais importante da tua visitação. Muitos hoje precisam de novo ouvir a advertência do Senhor, ao dizer: Coloquem-se nos seus lugares. Aquietem os seus corações. Parem de correr de um lado para o outro. Eu, o Senhor, tenho tudo no controle de minhas mãos. Continuem a pregar o evangelho eterno como minhas fieis testemunhas, e se santificarem, pois minha vinda está próxima.

“Não vos pertence ou compete saber o tempo ou eventos que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder.” Não devemos querer assentar nas cadeiras dos doutores da lei, dos zelosos fariseus, dos respeitados escribas, pois a estes que lutaram para preservar seus direitos e poderes, foi a quem Jesus dirigiu toda sua indignação e reprovação. Sejamos pescadores de homens, é melhor do que ser doutor das escrituras. 

“Ei-lo aqui”, e as multidões correm para cá, como se fosse o ultimo bote salva vidas do dilúvio final. Aonde repousa a nossa fé? “Ei-lo ali”, e as multidões desesperadas, cheias de ansiedades, longe do gozo do Senhor, correm de novo para lá, em busca do que? 

Jesus bem sabia deste coração extremamente ansioso do homem, e disse: “Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?” – Mt. 6:25. 
Ou seja, não é a volta do Senhor mais importante do que andar e viver para o Senhor; do que falar do seu grande amor. Nada deve tirar a paz e trazer ansiedade ao nosso coração. Isso é o caminho contrário da fé, querer antecipar e controlar o amanhã. Aquele que espera e descansa no Senhor, segue o conselho do bom pastor, e olha para a singeleza das aves dos céus e beleza dos lírios dos campos. 

- Daniel Prado Carneiro – 04.01.2013