sábado, 9 de fevereiro de 2013

Carnaval - A FESTA DA CARNE




CARNAVAL - A FESTA DA CARNE 

A Origem

Dez mil anos antes de Cristo, havia uma crença em que os demônios exerciam influência nas colheitas. Quando a colheita não era boa, as pessoas se reuniam com seus rostos mascarados e corpos pintados para espantar os demônios. Outras antigas civilizações também celebravam festas vinculadas ao Carnaval: os egípcios, que celebravam mascarados e pintados para homenagear a deusa Íris e o deus Touro Apis; e os gregos, que celebravam, nas festas Lupercais e Saturnais, o renascer da natureza.

Como o Carnaval chegou ao Brasil

O Carnaval foi introduzido no Brasil pelos portugueses por meio de uma festa chamada “Entrudo”, uma brincadeira de loucas correrias em que as pessoas jogavam objetos uns nos outros, como ovos, águas e farinha, fazendo uma grande algazarra. O Entrudo acontecia num período anterior à Quaresma, assim como acontece nos dias de hoje com o Carnaval. O Carnaval começou a ser uma festa popular a partir do século XX, quando apareceram os primeiros blocos carnavalescos, pessoas fantasiadas e escolas de samba, principalmente no Rio de Janeiro, Recife e Salvador. Hoje em dia, já está em todos os lugares do Brasil e também espalhado pelo mundo.

Por que não festejar o Carnaval?

Sabemos que o Carnaval teve uma origem maligna e é uma festa em que a carne é celebrada. A Palavra de Deus faz advertências contra a carne. Paulo escrevendo aos Romanos, disse que Deus condena na carne o pecado, por isso morreu Jesus na cruz por nós, para que não andemos segundo a carne, porque os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne e o seu pendor é para a morte, pois ela é inimiga de Deus e não se sujeita à Sua lei (Romanos 8.3-7). Embora andando na carne, não agimos segundo a carne (2 Coríntios 10.3). Além disso, outros motivos para não participarmos dessa festa da carne podem ser citados. Do “cardápio” consta alto consumo de bebidas alcoólicas e também de drogas, práticas de prostituição, sensualidade explícita e várias malignidades que só corrompem a imagem do homem e o afastam de Deus. O Carnaval não é apenas uma festa folclórica que faz parte da cultura do nosso país. Mesmo que pareça bom e belo, sabemos que, por trás, está uma força demoníaca. Jesus disse: “São os olhos a lâmpada do corpo. Se teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso. Se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo andará em trevas”. (Mateus 6.22-23). Aproveitemos esses dias de Carnaval para olharmos, com amor e compaixão, aqueles que estão festejando e desfilando para a morte eterna. Você pode fazer a luz de Cristo brilhar em muitos corações! Precisamos fazer chegar às suas mãos o convite (as boas-novas do evangelho) para a grande Festa Divina que será realizada muito em breve no céu.

Nilo Oliveira