sexta-feira, 22 de março de 2013

QUANTO TEMPO VOCE FICA COM JESUS?

Como precisamos dedicar nosso tempo para com as coisas de Deus. A irmã Débora, de SP, me mandou alguns dias atras no meu e-mail, dois textos maravilhosos que postei no FB: "Ampliando a Fé" e "Pequena Fé", extraídos de um livro cristão. Como os textos são relativamente grandes. Baixei e li um de cada vez. O primeiro texto foi muito edificante para mim, onde senti a mão de Deus me erguendo, me endireitando no caminho e apontando para minha meta que é Cristo. Foi como ver o Senhor aparecendo do nada numa praia deserta só por minha causa. O segundo texto, li agora há pouco, e fiquei muito emocionado, pois hoje orei ao Senhor desde cedo pedindo que me esclarecesse algumas coisas a respeito de provações que Ele tem permitido acontecer na minha vida há mais de uma década. Pedi somente que Ele me dissesse - "Filho, eu tenho um propósito em tudo isso, continue esperando", mas que falasse algo a respeito. Só posso louvar e engrandecer ao Senhor, pois o texto foi exatamente a resposta que Ele me enviou, da maneira dEle, e não como eu queria, referente à indagações antigas, onde no fundo, vivo sempre lutando para querer entender o porque de tudo isso, para que meu coração fique livre das ansiedades e incertezas do amanhã. Na "pequena fé" existirá espaço para eu requerer de Deus explicações, mesmo que não hajam murmurações ou rebeldias, anulando de uma certa forma, a força e esperança que reside na verdadeira fé, que em nada questiona, mas descansa no poder daquele que me resgatou da morte e incapacidade total de ter fé. Mas na fé que descansa nas incontáveis promessas do Senhor para mim, Ele somente me disse de novo hoje, que continua cuidando de mim e da minha vida com carinho e cuidado especial. Disse-me para olhar mais para os pássaros e as flores. E por último, que eu simplesmente continue caminhando na força não da pequena fé, que nos impede de caminhar livre de pesos e ansiedades, nos bons propósitos de Deus, mas andar fortalecido na fé que descansa em todas as muitíssimas promessas que tenho que tomar posse, crer de todo coração nelas, e assim continuar descansando na viva esperança da verdadeira fé que só sabe amar e obedecer, assim como Jesus dormia no pequeno barco, em meio a fúria da tempestade, que não abalou seu sono e descanso da sua fé em seu amado Pai.

- Daniel Prado Carneiro - 19.03.2013