quarta-feira, 25 de julho de 2012

“EU SOU DO SENHOR”


 Quando nosso coração está sincronizado com o de Deus, então todos somos profetas do Deus altíssimo. Somos muito mais que isso. Nossa intuição está ligada ao nosso espírito e o nosso espírito unido ao de Deus. Nem tudo Deus falará de cima de um monte para nós, mas nosso coração poderá ouvir sua voz e seus passos. Assim como a natureza tem sua linguagem sem fala, nem palavras, assim nosso coração pode escutar o pulsar do coração de Deus e sentir coisas que não podemos separar entre nós e Deus, pois hoje Ele habita em nós. Cabe a nós estarmos mais sensíveis, fazendo da fé uma antena ligada aos céus. Deus já nos revelou o FUTURO através da sua PALAVRA! Toda a trilha já foi marcada. Cabe a nós vigiarmos e não sairmos do caminho. Deus tem prazer em revelar sua vontade aos seus filhos. Em toda Bíblia isto é claro. Basta lermos somente Isaías 44. No livro de Daniel o Arcanjo Gabriel ao revelar o futuro, diz as seguintes palavras - ”sabe e entende” - Dn.9.25.  No inicio do mesmo capítulo Daniel fala – “No primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi pelos livros que o número dos anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, em que haviam de cumprir-se as desolações de Jerusalém, era de setenta anos.”- Dn.9.2.  A revelação veio pelo guardar e meditar na palavra. Ele também não fala, eu estou profetizando, mas diz, “eu entendi”, na percepção ou na intuição que vem pelo Espírito de Deus. Tambem o próprio Cristo lhe diz no capitulo seguinte – “Agora vim, para fazer-te entender o que há de acontecer ao teu povo nos derradeiros dias; porque a visão é ainda para muitos dias” – Dn.10.14. Ainda no último capítulo do livro, Daniel não entende o tempo de Deus quando Cristo o explica, mas a resposta revela de novo, que os filhos de Deus, no tempo certo, perceberão, ouvirão, sentirão e "entenderão" – “Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão" - Dn. 12.10. No livro de Jeremias, duas vezes é dita a mesma verdade, ou seja, que nos últimos dias, os escolhidos, filhos, povo de Deus, entenderiam a proximidade do cumprimento das profecias ou das palavras de Deus. “Passará o céu e a terra, mas minhas palavras não hão de passar.” No tempo de Noé ninguém foi avisado sobre o dilúvio  letal, mas a Noé foi dito – "Entra tu e toda a tua casa na arca." É necessário uma sensibilidade a mais, o toque da fé, para realmente tomarmos posse de toda plenitude da graça de Deus e de seu amor.  Será que Jesus amava mais a João do que os outros apóstolos? Então por que João menciona cinco vezes no seu evangelho a frase - “AQUELE DISCÍPULO A QUEM JESUS AMAVA”. Puxa vida, que cara orgulhoso!? Não, ele apenas tomou posse de toda doçura, profundo amor, carinho, compaixão, bondade sem igual do mestre. Ele era aquele filho que sempre corre para os braços do Pai. Meu filho mais velho um dia me disse que eu amava mais o caçula do que ele. Então lhe respondi -  não filho, te amo com o mesmo amor, apenas seu irmão procura mais meu colo do que você, e assim recebe também mais amor e carinho do Pai.
O que importa não são as minhas impressões, mas o ecoar da palavra de Deus que desce dos céus ate nós, como o soar das trombetas celestiais, pois toda palavra de Deus se cumprirá. Então, louvado seja a o verbo vivo de Deus. "Em Deus louvarei a sua palavra; no SENHOR louvarei a sua palavra." - Sl.56.10. O próprio filho de Deus nos falou sobre sinais, sobre dores de parto, sobre acontecimentos finais, sobre a fuga, sobre o tempo, sobre a abominação desoladora, então não podemos ser tão insensíveis, a ponto de não vermos todas as profecias se cumprindo diante dos nossos olhos, e não ouvirmos no silencio da noite, no nosso coração, no santo dos santos, a sinfonia do triunfo e da justiça de Deus tão próxima de nós. “Venha a nós o teu reino”. “Maranata, vem Senhor Jesus”
Somos muitos mais do que profetas. Abriguemo-nos na riqueza e fidelidade de toda a palavra de Deus, assim como João abrigou-se na grandeza do amor de Cristo. 

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” - I Pe. 2.9

“Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes. E brotarão como a erva, como salgueiros junto aos ribeiros das águas. Este dirá: Eu sou do SENHOR; e aquele se chamará do nome de Jacó; e aquele outro escreverá com a sua mão ao SENHOR, e por sobrenome tomará o nome de Israel. Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, e seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus. E quem proclamará como eu, e anunciará isto, e o porá em ordem perante mim, desde que ordenei um povo eterno? E ANUNCIE-LHES AS COISAS VINDOURAS, E AS QUE AINDA HÃO DE VIR. Não vos assombreis, nem temais; porventura desde então não vo-lo fiz ouvir, e não vo-lo anunciei? Porque vós sois as minhas testemunhas. Assim diz o SENHOR, teu redentor, e que te formou desde o ventre: Eu sou o SENHOR que faço tudo, que sozinho estendo os céus, e espraio a terra por mim mesmo; Que desfaço os sinais dos inventores de mentiras, e enlouqueço os adivinhos; que faço tornar atrás os sábios, e converto em loucura o conhecimento deles; Que confirmo a palavra do seu servo, e cumpro o conselho dos seus mensageiros; que digo a Jerusalém: Tu serás habitada, e às cidades de Judá: Sereis edificadas, e eu levantarei as suas ruínas; Que digo à profundeza: Seca-te, e eu secarei os teus rios.”- Is. 44

Daniel Prado Carneiro – 24.07.2012