segunda-feira, 27 de agosto de 2012

O PODER DA CRUZ



A cruz é algo muito profundo, pois como Deus poderia se sujeitar a tal humilhação? Por isso Paulo diz que - "Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria (porque a pregação é loucura para o entendimento humano), aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação” – I Co. 1.21.
A cruz é a essência da pregação do evangelho, pois na Cruz Deus demonstrou um amor tal que o homem não conhecia e não consegue compreender, devido a grandeza e profundidade deste amor. A resposta por que Deus morreu numa cruz, é somente por causa de nós, suas criaturas que se perderam e Deus resolveu não descartá-las ou abandoná-las. A cruz tambem revela parte do caráter de Deus, em parte, incompreensível, pois como pode Deus, o criador do universo, ser ao mesmo tempo o mais humilde, manso e obediente? A cruz é cegueira e perdição para os sábios, e luz e salvação para os perdidos. Somente poderia ir para aquela cruz, a perfeição, a pureza, o perdão e santidade do filho de Deus, que através do seu insondável amor, nos trouxe tão grande salvação.
De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.” - Fil 2:5-11.

 “Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.”– Ap.5.12

-Daniel Prado Carneiro – 23.08.12