segunda-feira, 17 de setembro de 2012

O IMPORTANTE É CAMINHAR


“Importa, porém, caminhar hoje, amanhã, e no dia seguinte, para que não suceda que morra um profeta fora de Jerusalém”

LUCAS 13:33


(Também faremos uso dos versículos 31, 32 e o 33)

Já estava chegando a hora. Jesus estava cumprindo seu ministério terreno. No contexto, Jesus estava já caminhando à Jerusalém onde concluiria o projeto do Pai, a saber, o sacrifício. (Lucas 13: 22)
Entrando no versículo 31, você percebe que, os fariseus “orientam” Jesus a sair e retirar-se dali por causa da intenção de Herodes a seu respeito.
Mas, o interessante é que, antes disso, Jesus estava tratando de assuntos que causavam uma “revolução’’ no íntimo de quem o ouvia naquela oportunidade (Lucas 13: 23-30).
“são poucos os que se salvam”? Perguntou ali um desconhecido  (Lucas 13: 23). O homem (a humanidade em geral) que perdeu a identidade anseia pela salvação, o preenchimento da alma vazia. O mundo busca na razão, na filosofia, na sociedade (e seus conceitos), na religião e seus argumentos algo que possa ocupar em sua alma a inexistência do Deus vivo.
Nunca vemos o Senhor satisfazendo a curiosidade dos homens. Quando lhe é perguntado se são poucos os escolhidos, Ele faz disso uma oportunidade para falar à consciência deles, como se dissesse a cada um: "Não se preocupe com os outros; trate que você seja contado entre os escolhidos". É verdade, a porta é estreita, mas o reino é grande o suficiente para acolher todos os que desejam entrar nele. E se você não quer valer-se dessa porta estreita (v. 24), mais tarde somente encontrará uma porta fechada.
· Jesus então falava ( Lucas 13:23 ...), distribuía a Palavra viva que satisfaz de verdade.
· O mesmo Jesus hoje tem cumprido o projeto (sua OBRA redentora) e caminha para seu momento conclusivo . Ou seja, o momento da salvação é agora. Em breve será tirado tudo. A Graça, a Palavra viva, a fé, o Espírito Santo, etc. A oportunidade de ouvir e de se achegar em Jesus é agora.
· Notemos o seguinte : no versículo 31, os fariseus tentam tirar com, boas intenções ,Jesus dali. “sai” , “retira-te”. Jesus ia para Jerusalém.
· Fariseus – religião; mentalidade velha; razão contra a revelação; individualismo; tudo isso hoje tende e tenta nos tirar do caminho, desviar a salvação profética em Jesus. O plano era: Jesus entrar em Jerusalém para ali ser consumado.

- A razão humana e limitada diz: Há vários outros caminhos;
-A religião diz: “sai”, “retira-te”. Não há espaço para Jesus, não há lugar para o espiritual, não há lugar para revelação;
- O homem diz: Não morra! O homem não quer morrer para o mundo, o homem não quer morrer em Jerusalém ( morrer para ressurgir na vida eterna );

· v-31 – a palavra registra: “no mesmo dia” . A intenção do inimigo é, no mesmo dia, destruir  tudo. Não deixar crescer o que o Espírito Santo tem plantado no coração do homem, a Palavra de Deus.
· Mesmo dia – os fariseus chegaram a Jesus no mesmo dia. Momento profético onde uma OBRA tem sido realizada pelo Espírito Santo. Neste mesmo momento profético, o inimigo de nossas almas tem tentado roubar a benção na vida daqueles que se aproximam do Senhor. Daqueles que, com o Senhor, caminham para entrar em Jerusalém.
· É no momento de nossa caminhada à Jerusalém que o inimigo se aproxima para desviar o que se encontra nessa dinâmica. É no processo que nossas mentes são atacadas com argumentos e razão.
Um· detalhe importante : “chegaram os fariseus dizendo-lhe”
 O adversário ataca com argumentos , assim como fez no Éden dando a Eva um “novo discurso”; “um novo evangelho”, fazendo acontecer a queda do homem e, tal recurso fora usado por Adão para se justificar diante de Deus: “a mulher que me deste”.
· Ainda no vers.31- “ porque Herodes quer matar-te”.
· Detalhe: Quando Jesus nasceu, Herodes (correspondente à época) também o queria matar. Tiramos disso algumas conclusões:

· 1º - desde o inicio, o plano de redenção tem sido “atacado” pelo governo do homem. O homem que governa a si mesmo, que não dá lugar para Jesus nascer em seu coração e reinar.
· 2º- Herodes = “ dragão em fogo” (hebraico) – governo do homem, mas também do adversário ( satanás).O argumento para tentar impedir Jesus de concluir seu ministério se baseia , muitas vezes, naquilo que somos : governantes de nós mesmos ( insubmissão ). Insubmissão a Deus é estar submisso ao inimigo. No pecado e opresão.

· O inimigo( e também a razão humana) tem um plano definido: matar o profético. No inicio. (Mateus 2:13) e no fim (Lc 13:33). Por quê ?
· Porque, início nos fala do chamado, de quando tomamos conhecimento dessa salvação e , Jesus começou em nós a boa obra. O inimigo, assim como a razão humana tende a eliminar a nossa boa escolha.Note que , no inicio, Herodes quis matar a criança. Quis matar a OBRA do Espírito Santo, o projeto do Pai em nossas vidas.
· No fim – (processo da salvação)- Jesus ia caminhando à Jerusalém (13:22) .
Somos tentados e estamos sujeitos à queda no processo diário de caminhada à salvação, onde o inimigo ataca usando uma forte arma : a nossa mente.

Mas, mediante a tudo isso, o que o Senhor quer fazer?

· “ide àquela raposa”- Jesus disse aos fariseus. Toda razão deve ficar para trás, voltar de onde ela saiu: do adversário. Razão não entra na Eternidade.

“raposa” – a que come os frutos da videira juntamente com as raposinhas. Apanhai-nos as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor. Cantares 2:15


Na caminhada para Jerusalém, nossa vinha deve estar em flor, dando o seu fruto (presença do Espírito Santo em nossas vidas. Transformação). Sem o Espírito Santo, não entramos em Jerusalém.
Raposa -astúcia do adversário de nossa alma = mentira. O mundo está fundamentado hoje no engano; permite tudo; “tudo é bom”; “toda religião é boa”. Mas, quer destruir a vinha ( Obra do senhor).
· “ expulso demônios....efetuo curas” – Expulsar demônios: livrar o homem do que o prende; livra de um julgo e condenação- SALVAÇÃO. O primeiro ato de Deus para com nossas vidas é : operar salvação.
Efetuo curas – operação externa. Depois da salvação, Deus realiza uma obra completa em nossas vidas, a nossa volta. Transforma nossa realidade. Ele efetua curas para : o paralítico andar (para o homem caminhar à Eternidade); para o cego ver (para o homem ver o espiritual com os olhos da fé); etc.
· “e hoje” – salvação agora. (tempo profético em andamento). Graça disponível.
· “ e amanhã” – tempo de indefinição ( o homem não conhece o amanha) – na indefinição, na prova, na duvida, temos que caminhar. “diga ao povo que marche”.
· “e no terceiro dia sou consumado”- terceiro dia- tempo de Deus; tempo de cumprir seu projeto que será consumado na Eternidade    (em Jerusalém Celestial). Tal consumação se deu e se dá pela morte para o mundo. Devemos morrer para o mundo e ressurgir para Deus.
Versículo 33
· “importa porem”. No original- “necessário é” – o que importa para nós nesta hora? Neste caminho, neste processo é válido olhar para trás? Para si? Para os conselhos ao redor? Devemos apenas caminhar e olhar para a promessa. (1cor. 9: 24 ).
· “caminhar hoje” – “ basta casa dia o seu mal” – HOJE é o momento oportuno para estar garantindo a salvação em vigilância e santificação. O hoje nada mais é que a preparação para o amanha – santificação para entrar na Eternidade.
· “amanha e no dia seguinte”. Caminhar rumo à esperança. “fazei firme vossa vocação”. Caminhada na fé, com fé, guardando e aperfeiçoando a fé.
· “ fora de Jerusalém” não podemos morrer fora do projeto. Morrer no projeto é viver para Deus. O sentido de nossa caminhada é: entrar na terra.
· No original está da seguinte forma: “não é admissível que um profeta morra...” . Não podemos admitir jamais a queda e perda da fé. Estamos num “novo e vivo caminho”, somos mais que vencedores em Cristo Jesus.
Morrer é: para o mundo. Morrer para o mundo é entrar em JERUSALEM. Quem morre em Jerusalém é consumado. Até que lá se chegue, o necessário é? Caminhar hoje, amanhã e depois....
 
A paz do Senhor Jesus !

 Gabriel Felipe M. Rocha
http://palavraserio.blogspot.com.br