segunda-feira, 1 de setembro de 2014

A porta aberta no céu...


Depois destas coisas, olhei, e eis não somente uma porta aberta no céu, como também a primeira voz que ouvi, como de trombeta ao falar comigo, dizendo: Sobe para aqui, e te mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas. Apocalipse 4:1

João, um dos doze apóstolos de Jesus, estava desterrado em Patmos, e nessa pequena ilha grega o próprio Senhor Jesus o visitou e mostrou-lhe a história profética da Igreja, descrita nas sete cartas às igrejas da Ásia. Essas profecias, contidas no livro de Apocalipse, falam sobre mistérios maravilhosos revelados a João, que também podem ser alcançados pelos que amam a leitura da Bíblia, a Palavra de Deus.
O capítulo 4 de Apocalipse descreve, dentre outras, uma experiência ímpar de João: ele vê uma porta no céu - aberta -, que é um maravilhoso ensino bíblico, porque no capítulo anterior desse mesmo livro bíblico o Espírito Santo revela também outra porta - porém fechada. E acrescenta que Jesus estava diante dessa porta fechada, batendo para que fosse aberta, conforme se lê no verso 20 do capítulo 3: Eis que estou à porta e bato e se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo.
A porta simboliza o coração do homem, muitas vezes fechado para as coisas espirituais. E o Senhor Jesus está sempre à porta dos corações, esperando que sejam abertos para que Ele possa entrar e dar a oportunidade ao homem de desfrutar de um momento muito singular, ceando com o próprio Senhor Jesus, isto é, tendo comunhão com Ele. Trata-se de um convite que jamais deveria ser recusado.
O Senhor penetra nos corações dos necessitados, mas o seu infinito amor vai muito além. Ele oferece também àqueles que lhe abrem o coração a mesma benção que João teve: subir, em Espírito, ao céu e contemplar as maravilhas celestiais e o Trono de Deus. Sim, o convite a João, “sobe para aqui, e te mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas”, é o mesmo que o Senhor faz a todos, porque Ele deseja descortinar aos homens as bênçãos da Eternidade.
João identificou facilmente a voz que o estava convidando, porque ele já a tinha ouvido. E ele percebeu que era a mesma voz, potente e como de trombeta, do Salvador e Senhor Jesus Cristo. Isso prova que Deus fala ao homem, que não ouvirá o convite, se preferir manter a porta de seu coração fechada, bem como os ouvidos, à voz do Senhor.
João disse que a voz era como de trombeta e citou ainda que a ouviu por detrás dele. São dois pontos importantes: o primeiro, que o Senhor sempre nos mostra o caminho para frente, a fim de não retrocedermos. E só há um Caminho, Jesus, que nos leva a Eternidade. O segundo, a voz é semelhante ao som do toque de trombeta, que nos alerta para as trombetas que profeticamente estão soando e anunciando a volta gloriosa de Jesus.
“Sobe aqui”. É o convite para uma vida de plena comunhão com Deus. Convite para conhecer a Eternidade, a casa de Deus, falar com Ele e ouvir a Sua voz. A partir desse convite, João começou a contemplar, com mais profundidade, tudo no plano celestial e assim profeticamente conseguiu visualizar os fatos futuros que abrangem os dias atuais, quando se prenuncia o arrebatamento da Igreja, a volta de Jesus e o juízo para aqueles que ficarem.
No momento em que João teve o privilégio da visão desses acontecimentos proféticos, ele estava distante de sua pátria, da família e dos entes queridos. Estava sozinho, desterrado na Ilha de Patmos, por vezes talvez até pensando que fora esquecido. Mas, se alegrou com a visita do Senhor, que lhe revelou o reino ao qual ele pertencia. Não era como os reinos inconstantes dessa vida, mas o Reino de Deus, que permanece para sempre.
O convite para subir e contemplar coisas novas não foi apenas a João. Foi também a Pedro, a Paulo, a você, caro leitor, e a tantos outros que têm ouvido o mesmo amoroso convite para desfrutar do reino que está estabelecido desse a fundação do mundo.

Esse convite ainda está sendo feito e é fruto do grande amor de Deus. Um convite, que é estendido a toda a humanidade, para conhecer a casa de Deus e a Eternidade com o Senhor Jesus. Aleluia!